quarta-feira, 15 de julho de 2015

"Eu não posso acreditar que você está fazendo suas malas,
Se esforçando tanto para não chorar
Eu tive bons momentos, e agora é o pior momento
Mas nós temos que dizer adeus
— Summer Love (One Direction)



— Vou vestir meu colete a prova de balas e então iremos até a sua casa — murmurou Niall enquanto prendia a toalha em volta da cintura, ele se aproximou e me beijou castamente nos lábios, eu mordi seu lábio e ele sorriu.
— Liam vai te matar — falei divertida, ele concordou.
— Exatamente por isso irei vestir meu colete.
— No entanto, eu acho que ele vai querer ter a satisfação de te esganar com as próprias mãos — brinquei o seguindo de volta ao quarto.
— Eu sei, acha que devo usar uma coleira de pinos para quando ele me tocar espetar as mãos dele? — ele riu e vestiu uma cueca boxer azul.
— Acho que, se você gosta da sua vida, não deveria aparecer na frente dele por no mínimo uma semana — murmurei divertida e me sentei em sua cama.
— Isso eu não conseguirei fazer, o cara trabalho comigo, não posso evitar o meu cunhado.

Fiquei admirando Niall enquanto ele se arrumava, e um sorriso idiota não saia do meu rosto, então eu abaixei meu rosto para disfarçar e tive a visão do meu anel de noivado, meu sorriso idiota cresceu mais ainda, eu havia me esquecido do anel.


♫♫♫

Eu havia me esquecido do anel! Mas que merda!
Não é possível que depois de um ano de noivado Niall ainda fique puto da vida por eu esquecer de usar o meu anel de noivado, mesmo que seja por um dia!
Eu tinha me arrumado para a minha festa de despedida na agência que me acolhera e me fizera crescer por um ano, que me transformara em uma modelo digna de me tornar uma Angel da Victoria Secret's, mas eu tinha me esquecido de colocar o bendito anel no dedo. Eu o tirara apenas para tomar banho, é um anel lindo e super delicado, então eu não gosto de tomar banho com ele, portanto eu o tirei e o deixei em cima da minha penteadeira, eu me arrumei, me maquiei, me vesti, mas eu esqueci de recolocar o anel no dedo. 
Agora Niall está irritadíssimo por isso. Ele fez questão de me levar até um canto sossegado onde ninguém poderia nos ouvir apenas para surtar de raiva.

— Por que você não está usado-o? — ele sussurrou raivoso.
— Eu esqueci de colocá-lo no dedo. Tirei-o apenas para tomar banho. Eu me esqueci, Niall. Desculpe! — sibilei impaciente, não era para estarmos discutindo hoje, numa noite tão importante para mim.
— É a terceira vez nas últimas duas semanas que eu a vejo sem ele. O que você quer que eu pense, Ava?! — falou Niall, ele respirou fundo e massageou as têmporas, tentando se acalmar.

Niall anda muito estressado nas últimas duas semanas, eu acho que o fato de eu me mudar para Los Angeles contribui muito para esse estresse dele, pois Niall irá começar uma turnê nova com os rapazes e ficará muito difícil nós nos vermos, já que eu estarei em Los Angeles e ele em qualquer lugar do mundo.
Nós conversamos muito e estamos ambos amedrontados com a possibilidade de não nos vermos pelo menos uma vez por semana, mas será quase impossível com nossas carreiras seguindo rumos diferentes.
Nosso noivado vem durando um ano e tem sido um ano incrível, exceto pelas duas semanas de tensão que estamos tendo. 
A minha agência conseguiu me transformar em uma Angel da Victoria Secret's, eu terei que me mudar para Los Angeles o mais rápido possível, junto com Peter, que conseguiu um contrato com a Calvin Klein. Lenna seguirá a turnê dos rapazes, para ficar junto com Liam, mas Gemma acompanhará Peter e eu para LA, nós moraremos no apartamento do Harry até conseguirmos uma casa para a gente.
A questão é: A banda anda muito ocupada, Niall não terá tempo para visitar a própria família, que dirá para ir até LA, e eu idem, já que estarei em uma agência diferente e terei o dobro de trabalho. Então estamos tendo uma semana difícil com a minha preparação pra mudança e tudo o mais, Niall está apavorado, eu também. Ele até propôs que apressássemos o casamento, não que já tivéssemos decidido por uma data, mas eu acho que ele está com medo que nós nos distanciemos, tive que convencer ele que nos casarmos agora só complicaria tudo.
Segurei o rosto de Niall com ambas as minhas mãos e olhei fixamente em seus olhos, ele relaxou um pouco.

— Niall, eu amo o anel, ele é perfeito, mas se eu esquecê-lo de usar três ou quatro vezes não quer dizer que eu ame você menos, ou que não queria mais me casar com você. Esqueça isso, por favor! Eu amo você, é isso o que importa, não? — falei seriamente, ele assentiu e me beijou, pronto, crise abortada.

Então nós voltamos para a festa e eu pude me despedir dos amigos que eu fiz na agência e, principalmente, de Jason, o meu fotógrafo favorito.


        TIREI O dia para arrumar minhas coisas, Lenna estava me ajudando, Liam se recusou, passou o dia de preguiça no sofá, aproveitando seus últimos dias de folga. Niall chegou lá pelo meio da tarde, assistiu a um jogo de futebol na sala com o Liam e depois veio me ajudar a empacotar alguns itens meus. Então Lenna foi fazer companhia a Liam, me deixando sozinha com Niall. Ele se sentou na beirada da minha cama e começou a embrulhar alguns cds meus.

— Como nós vamos fazer? — perguntou Niall de repente. — Estarei ocupado com a banda, será turnê atrás de turnê, sem tempo nem para respirar. E você estará ocupada desfilando, fotografando, cuidando da sua carreira. Como nós vamos fazer, Ava?
— Eu não sei, mas se conseguirmos nos ver pelo menos duas vezes por ano, para mim já vai estar ótimo, sem falar é claro que conversaremos todos os dias por telefone. Por enquanto eu consigo sobreviver assim, pelo menos até nossas vidas se acalmarem, você não? — murmurei sem conseguir encará-lo, ocupando-me em dobrar minhas roupas e guardar dentro da mala.
— Eu também consigo sobreviver assim, mas será difícil. Eu vou fazer o possível para dar certo, Ava. Mas preciso saber se você também fará — Niall me pareceu um pouco inseguro, mas sua voz estava destemida e decidida.
— Meu amor... — murmurei afavelmente, então me levantei e sentei-me em seu colo, ele me abraçou forte e enterrou o nariz em meus cabelos. — Eu faria tudo por você, Niall. Se você me pedisse, eu deixaria tudo para trás e te esperaria por dez anos ou mais, já te esperei por seis, o que seria alguns anos a mais ou a menos.
— Não quero perder o que a gente tem, Ava. Continuaremos noivos até nossas agendas permitirem que possamos enfim nos casar, tudo bem? Até que possamos ter um pouco de paz para construirmos nossa vida juntos — ele sussurrou em meu ouvido, eu assenti veemente com a cabeça.
— Sim, tudo bem.
— Sempre que tivermos ao menos um dia de folga nós viajaremos para nos ver, nem que seja por uma hora. Temos telefone, mensagem, skype e outras coisas ao nosso favor. Vamos ficar bem — ele falou, mas parecia tentar convencer mais a si mesmo do que a mim, eu o abracei mais forte.
— Vamos ficar bem! — concordei.

Depois de embalarmos metade das minhas coisas nós deixamos meu quarto e fomos para a sala, Liam tinha convidado os rapazes e comprado pizza, faremos uma última noite de filmes antes de eu me mudar. Gemma e Peter também vieram. Todos nos acomodamos nos colchonetes na sala e, ao invés de assistirmos ao filme, nós bebemos e conversamos. Foi divertido, mas eu não pude deixar de sentir o clima de despedida, foi horrível o clima, mas a noite foi muito agradável.


♫♫♫

O aeroporto não estava tão cheio como eu achei que estaria, era 2 horas da madrugada e os rapazes estavam com cara de enterro, todos eles.
Peter, Gemma e eu já havíamos despachado todas as nossas malas, estávamos a caminho da sala de embarque, e os rapazes nos seguiam desanimados. Harry ainda conseguiu expulsar Peter para abraçar a irmã, é claro que Peter não se sentiu ofendido, afinal Harry vai ficar algum tempo sem ver Gem. Já Liam não teve tanta sorte, foi Niall quem o expulsou do meu lado, ninguém mais se atreveu a me abraçar depois que Niall ameaçou Liam de morte, foi engraçado.
Lenna parecia ser a única que não estava indo a um enterro, porque ela não é tão dramática quanto os rapazes.

— Então, chegou a hora. Eu não acredito que vocês estão indo embora. Para o outro lado do oceano! — choramingou Louis, meus olhos marejaram e eu soltei Niall para me atirar nos braços do Boo. Ele me abraçou forte e acariciou meus cabelos, enquanto eu escondi meu rosto em seu pescoço. — Não mude muito, por favor. Eu ainda quero reconhecer a nossa Ava quando formos te visitar lá em Los Angeles.
— Não vou mudar, eu prometo! — murmurei docemente e lhe dei um beijo demorado na bochecha.
— Venha aqui, querida — sussurrou Zayn esticando a mão para mim, desliguei-me das despedidas que aconteciam ao meu redor, eu só me liguei na despedida que eu estava tendo com os meus rapazes. — Eu vou sentir a sua falta, você sabe disso — ele murmurou ao me abraçar, suspirei tristemente e beijei seu peito.
— Eu também vou sentir a sua, Sunshine.
— Arrebente lá em LA, tenho certeza que aquela cidade vai comer na palma da sua mão — ele falou otimista e sorridente, balancei a cabeça e forcei um sorriso, mas por dentro estava contendo as lágrimas.

Então eu saí dos braços de Zayn direto para os de Harry, e nós ficamos abraçados por longos minutos, sem dizer palavras, apenas abraçados, e eu chorei. Fiquei com medo; medo do desconhecido, medo de perder qualquer detalhe importante da vida desses caras, medo de não reconhecê-los mais quando eu voltar a vê-los. Então Harry segurou meu rosto e sussurrou para mim:

— Você é incrível, não abaixe a cabeça para ninguém. Quando sentir que é a hora, por favor não exite, você merece o melhor, entendeu? Somente o melhor! 
— Obrigada, Hazza. E vá me visitar, afinal a casa é sua — murmurei, ele riu e me abraçou, escondi meu rosto e sequei as lágrimas discretamente.

Quando Liam me esmagou entre seus braços eu já estava mais composta e menos emotiva, então consegui conter as lágrimas quando ele discursou:

— Sabe, você pode achar que todos estamos exagerando por todo esse drama só porque você vai trabalhar em Los Angeles, mas não estamos, Ava. Nós todos nos lembramos do começo de tudo, nós todos tivemos que nos mudar para uma cidade maior que nos oferecesse um recurso melhor, nós todos nos afastamos das nossas famílias por meses e anos incontáveis para construir uma carreira. Eu tenho certeza absoluta que você vai se sair muito bem, você já se saiu bem, só tem que continuar com o que você está fazendo, vai ser fácil, você vai ver. Só me ligue sempre que precisar, okay? — assenti sem conseguir emitir nenhum som, e ele me abraçou. — Eu sempre estarei aqui quando você precisar voltar.



— Eu amo você, minha menina. E sei que você vai conseguir tudo e muito mais. Apenas não esqueça de quem você é e o que te levou a correr atrás disso. Estaremos todos aqui caso você precise, não se esqueça.
— Amo você, Leeyum. Sentirei tanto a sua falta — sussurrei com a voz embargada, ele sorriu.
— Eu sei, eu também sentirei a sua.
— Ei, chega, agora é a minha vez! — reclamou Niall, afastando Liam e me puxando para seus braços, isso me fez rir e ficar um pouco menos deprimida. — Meu amor!!!
— Meu amor!! — murmurei em meio a um gritinho quando ele me abraçou tão forte que meus ossos estalaram.
— Olha aqui, não vou dizer nenhuma frase motivacional, apenas um lembrete: Dê um soco em cada pervertido que chegar perto de você, você é minha! Okay? — ele falou em um tom brincalhão, eu ri e o abracei mais forte. — É sério! Eu amo você, Girl Almighty, amo você com toda a intensidade que existe em mim, é um sentimento tão grande e poderoso que eu tenho medo de ser dominado por ele, se é que ainda não fui!
— Eu sei, eu sinto o mesmo, Nialler — murmurei segurando seu rosto entre minhas mãos e o olhando fundo nos olhos, ele sorriu tristemente. — Ficaremos juntos no fim de tudo, eu prometo. Não vai demorar muito, só precisamos ter paciência.
— Eu sei, podemos esperar um pouco. Só um pouco — ele concordou e me puxou para me beijar, eu aproveitei o gosto maravilhoso de seus lábios, porque eu senti que não saberia quando seria a próxima vez que iria beijá-lo novamente, então eu o beijei como se fosse a última vez.



— Vamos nos ver sempre, eu prometo, nem que eu tenha que criar mais 12 horas por dia só para ficarmos juntos — ele disse e em seguida me abraçou forte, eu fechei os meus olhos e gravei o seu toque e o seu cheiro em minha memória.

Nós nos separamos e Gemma e Peter já estavam me esperando para irmos para a sala de embarque, sequei as lágrimas que escorriam pelo meu rosto e puxei a alça da minha mala, então me lembrei de Lenna, caramba, eu ia embora sem me despedir da minha melhor amiga?

— Lenna Stronn!! — guinchei irritada, ela abriu um gigantesco sorriso.
— Pensei que tinha esquecido de mim — ela falou divertida, vindo em minha direção e já e abraçando.



— Se cuida e cuida dos meus meninos, por favor. Não os deixem se meter em problemas, confio em você, Sra. Stronn. Mantenha a ordem com esses desordeiros, por favor — brinquei, ela riu.
— Pode deixar, vou mandar um relatório todos os dias: Liam cagou, Harry cuspiu, Louis espirrou, Zayn engasgou, Niall comeu... Esse tipo de coisa — nós rimos e eu dei um tapa em seu braço. — Eu amo você, garota. Agora vá lá e arrase!
— Eu também amo você, se cuide!
— Agora venham todos aqui, é uma ordem — gritou Lenna, Gemma correu em nossa direção e todos a seguiram e tivemos um último abraço em grupo antes que nos separássemos por um tempo indefinido...








6 comentários:

  1. Eu não sei se choro ou se morro de rir com esse capítulo, ficou ótimo, parabéns...
    Bjão da Milly.


    Obs: Uhu fui a primeira a comentarrr huhu.
    Falando sério agora: Continue logo mocinha,você não quer ver suas leitoras morrerem de curiosidade né? Então siga minhas preses. Outro bjo...❤❤❤❤❤

    ResponderExcluir
  2. ñ toque em mim ñ to bem to chorando olha oq vc fez cmg mds esse Cap. me fez chorar mds, espero q ñ fiquem mto tempo longe um do outro :')

    ResponderExcluir
  3. Floooor eu só ñ entendi o Prólogo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O prólogo é o ponto de vista do Niall, dele contando uma das muitas vezes em que ele admitiu pra si mesmo que estava apaixonado pela Ava.
      Agora só tem o Epílogo, então acaba :(

      Excluir
  4. Ta muito top... Juro que até escorreu uma lágrima e eu gargalhei ao mesmo tempo... Posta logo

    ResponderExcluir

Sou como uma escritora, lanço o livro para ser comprado;
Vocês são os compradores e os comentários o pagamento u.u
Faço isso de coração e amo, mas preciso do seu comentário <3

Qual a música? "No one in the world could stop me from not moving on, baby. Even if I want to..."

Por: Milinha Malik. Tecnologia do Blogger.

Cupcakes Visitantes ♫♫

♥Books♥

Translate

Talk to me!!

Twitter

♥Cupcakes♥


widget

Instagram

Instagram

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto

Hello pessoas,
Sei que muitos não lerão isso, não se importaram com isso, não vão querer ao menos ver isso.
Mas não tem problema, isso aqui é pra quem quer ler.
Sou apaixonada por livros, amo escrever e, acima de tudo, amo One Direction, pois foi graças a eles que eu descobri o meu amor pela escrita.
Não espero que gostem das minhas histórias, mas aos que gostam: Obrigada.
Quem quiser entrar em contato é só seguir no Twitter: @miamelo1d

Agenda!