quinta-feira, 20 de novembro de 2014

"Chega a ser engraçado
Como nada é engraçado quando se trata de você
Você diz a eles o que você pensa
Mas eles continuam querendo arrancar a verdade..."
- Who Says (Selena Gomez)



Três rapazes, nada parecidos com Niall, apareceram na porta, eles sorriram e acenaram, então desceram a pequena escadaria para nos encontrar, foi então que percebi que um deles eu conhecia.

— Louis Harper? — perguntei incrédula, ele riu.
— Conhece meu irmão? — perguntou Niall.
— Sim, encontrei com ele na semana passada, ele estava com Justin e eu fui visitá-lo — expliquei, completamente chocada por ele ser irmão de Niall.
— Que ótimo vê-la de novo, Anna — comentou Louis, sorridente e informal, ele estava usando um short leve e uma camiseta, deixando à mostra suas tatuagens no braço.
— Digo o mesmo, Louis — concordei e me virei para ajudar Niall com a minha mala.

Puxei a alça da minha mala e arrastei ela pelo gramado verde e lindo, Lia e Sara já estavam lá na frente, com Niall e os outros dois irmãos dele, que a propósito, eu ainda não conheço.
Louis fechou a porta do bagageiro e tomou a alça da minha bolsa de minhas mãos, franzi minha testa, intrigada com ele, mas ele apenas sorriu e saiu puxando minha mala.
Respirei fundo, agarrei a alça da minha bolsa preta com franjas e o segui, não sei porque, mas algo nele me irrita profundamente.


Parei na varanda da casa e olhei em volta admirada, é tudo lindo.
Boquiaberta segui para dentro, Louis deixou minha mala no fim da enorme escadaria e apontou para a sala, ele fez uma sutil reverência e me deixou ir na frente, encontrei todos acomodados no sofá, Niall estava apresentando as meninas aos rapazes.

— Ah, ela chegou, minha garota — falou Niall, todo orgulhoso.
— Olá — murmurei, envergonhada.
— Rapazes, essa é Anna Walker — apresentou-me Niall. — Ela é a bela noiva do magnata — brincou Niall.
— Muito prazer, Anna, sou Liam e esse é nosso irmão Zayn — falou Liam, exalando simpatia.
— Muito prazer, rapazes — cumprimentei-os e sorri.
— Agora que conhecem todos, por que não sobem pra desarrumar as malas e descansar até o almoço? — sugeriu Niall, Sara rapidamente se levantou.
— Boa ideia, é isso o que vamos fazer, vamos lá garotas — chamou Sara, puxando Lia do sofá, agarrando meu braço e nos guiando em direção a escadaria.
— Vou mostrar onde fica o quarto de vocês — disse Louis, pegando minha mala e subindo na nossa frente.

Niall e Liam rapidamente pegaram as malas de Sara e Lia, seguimos atrás de Louis, ele terminou a escadaria e virou no corredor à esquerda, tinha várias portas naquele corredor, Niall apontou pro corredor à direita e disse:

— Nossos quartos ficam para aquele lado — explicou, animado.
— E pra esse lado? — perguntou Lia.
— Os quartos de hospedes, banheiros, sala de estar e sala de música — falou Liam, se inclinando para sustentar o peso da mala de Sara.
— Uau! Eles tem até sala de música — guinchou Sara, animada.

Louis abriu uma das muitas portas e um quarto de hospedes, que parece mais uma suite de luxo, nos deixou boquiabertas, olhei para Niall e ele sorriu.

— Desculpem a decoração básica, meninas — murmurou Louis, colocando minha mala perto da primeira cama. — É que esse quarto foi feito para três amigos nossos, eles vem nos visitar todo verão e decidimos decorar o quarto pra eles.
— Sem problema, esse quarto é lindo — murmurei, me sentando na ponta da cama de solteiro e acariciando os cobertores macios.
— Vamos deixar vocês a sós, qualquer coisa é só nos procurarem pela casa, é grande, mas não dá pra se perder — falou Liam, ofegante depois de carregar a pesada mala de Sara.
— Eu vou estar na piscina, se quiserem me fazer companhia... — convidou Niall.
— Sim, acho que vamos te fazer companhia, não é meninas? — perguntou Lia, mais afirmando do que perguntando.
— Claro, nos vemos em 20 minutos — concordou Sara.
— Tudo bem, até mais — disse Niall.

Os rapazes saíram do quarto, fechando a porta logo em seguida, então Sara e Lia começaram a procurar biquínis nas malas, me joguei na cama de braços abertos e respirei fundo.

— O que está fazendo? — resmungou Sara. — Vamos, procure uma roupa logo.
— Rápido, Anna, quero tomar sol, estou muito branca — falou Lia, jogando roupas pelo chão do quarto, em uma procura desenfreada por um biquíni.

Cerca de 15 minutos depois eu consegui me levantar para me vestir e as meninas já estavam prontas, em menos de 5 minutos eu consegui fazer tudo o que elas fizeram em 15.
Terminei de amarrar minha canga e as duas estavam em pé ao lado da porta, batendo os pés com impaciência, fiz uma careta e abri a porta, saindo antes delas.
Desci as escadas com Sara e Lia em meus calcanhares, elas duas estavam discutindo sobre usar bronzeador ou protetor solar, como se essa discussão pudesse mudar a vida de alguém, talvez mude a aparência, mas não a vida.
Parei no fim da escadaria e olhei em volta, tentando adivinhar qual corredor vai dar na parte de trás da casa, onde provavelmente deve estar a piscina, Lia segurou em meu braço e me puxou por um corredor, passamos por algumas portas e chegamos na cozinha, Zayn estava cuidando do almoço junto com a namorada, acho que se chama Rebecca, mas não tenho certeza.
Zayn olhou para nós três e sorriu largamente.

— Procurando a piscina? — perguntou ele.
— Sim, por favor, vamos encontrar Niall — falou Lia.
— Porta dos fundos — falou Rebecca, apontando para a porta do outro lado da cozinha. — O almoço fica pronto em 1 hora.
— Obrigada, Rebecca, não é? — perguntei, ela sorriu.
— Pode me chamar de Becca.
— Obrigada, Becca — cantarolou Sara.

Acenamos para o casal e saímos pela porta dos fundos, o sol estava brilhando e uma piscina enorme estava no meio do gigantesco quintal, senti uma vontade louca de pular naquela piscina, é simplesmente incrível.
Niall estava sentado na ponta da piscina, tomando um refrigerante em lata, Liam e Louis se revesavam entre jogar água um no outro e nadar de uma ponta à outra naquela imensa piscina.
Lia correu e se ajoelhou atrás de Niall, ela envolveu os braços ao redor dele em um abraço excessivamente carinhoso, Sara fingiu vomitar ao meu lado e rimos enquanto nos aproximávamos deles.

— Ah, chegaram, 5 minutos atrasadas — brincou Liam, passando a mão pelos cabelos molhados.
— Culpa desse labirinto que vocês chamam de casa — provocou Sara, já tirando a canga e mergulhando na água azul cristalina. — Ah, sim, isso que eu chamo de piscina — murmurou ela, submergindo na água novamente.
— Essa piscina está gritando meu nome — murmurei dando um tapa na cabeça loira de Niall, Lia já estava sentada ao lado dele e não mais pendurada em seu pescoço.
— Então vá em frente, ela é todinha sua — brincou Niall, espremendo os olhos para me ver, já que o sol bate em seu rosto quando ele me olha.
— Sim, com certeza, você vem, Lia? — perguntei docentemente.
— Ah, não, vou tomar um pouco de sol, já te falei que estou muito pálida — lembrou ela.

Deixei meus chinelos e minha canga na grama, afastados o suficiente para não se molharem, tomei impulso e mergulhei, nadei na água límpida e toquei a parede oposta que finaliza a extensão da piscina, subi para tomar fôlego e respirei fundo antes de mergulhar e voltar até onde os rapazes estavam com Sara.
Subi novamente e vi que Louis estava na minha frente, de braços cruzados e um sorriso maldoso nos lábios, justamente me esperando, tomei um susto e dei um passo lento para trás, ele riu e balançou a cabeça, respingando água em mim.

— Boo!! — sussurrou ele, sorrindo.
— Bear — murmurei e tapei minha boca, tentando tomar de volta a palavra que acabei de pronunciar, ele fez uma careta e riu.
— Como sabe do meu apelido? — perguntou intrigado, mas sorrindo.
— Niall costuma te chamar assim quando conversamos, acabei me lembrando e falando sem pensar — expliquei, ele riu.
— Tudo bem por me chamar assim, eu gosto quando você diz — murmurou ele, e desviou o olhar para Zayn e Becca, que estavam enchendo a mesa de travessas de comida, parece que vamos almoçar aqui fora.

Louis e eu nadamos até a borda da piscina, saímos da água e seguimos para nos juntar ao pessoal, Louis balançou a cabeça jogando gotas de água do cabelo molhado em mim, o empurrei e fomos rindo.

|♥|♥|♥|

No fim da tarde eu deixei o pessoal na piscina e subi para tomar um banho, vesti uma roupa não muito quente e nem muito fresca, já que não sei como o tempo fica à noite.
Voltei para a piscina e os rapazes já estavam saindo da água, o sol estava se pondo com um maravilhoso tom alaranjado e rosa, me sentei em uma espreguiçadeira e fiquei admirando o por-do-sol, enquanto o pessoal foi se arrumar.
O sol se foi lentamente, me deixando com gostinho de quero mais, então continuei deitada, olhando para o céu que escurecia lentamente, fechei meus olhos e senti a brisa gélida noturna me atingir, puxei meu cardigan e me encolhi dentro dele, a noite é definitivamente fria, não quente.
As estrelas lentamente começaram a brilhar e eu comecei a contá-las, não pude evitar me lembrar de quando Jus e eu nos deitamos na grama, no jardim dele em Macclesfield, e contamos estrelas juntos, foi fofo e muito legal, depois de 50 estrelas eu adormeci e quando acordei Jus estava me levando escada à cima, para nosso quarto.
Aquele dia foi perfeito, só eu e ele em uma enorme casa de campo como essa, só eu e ele nos curtindo depois de 1 mês de namoro, eu gostaria que ele tirasse mais folgas e passasse mais tempo comigo, ao invés de me deixar sozinha naquele apartamento enorme.
Abri meus olhos e me assustei ao ver Louis deitado na cadeira ao meu lado, ele riu da minha cara assustada e puxou uma pequena mecha de cabelo solta do meu coque desfiado.

— Pensando em quê? — perguntou virando a cabeça para o céu.
— Em tempos felizes — murmurei pensativa.
— Tempos felizes... É, todos já tivemos tempos felizes — falou ele, melancólico.
— Sim, isso é a parte reconfortante — ironizei, ele riu.

Voltei a olhar para o céu, ficamos em silêncio por um longo tempo, apenas admirando o lindo céu estrelado.
Louis sorriu e virou a cabeça em minha direção.

— Como vai o magnata? — perguntou em um tom provocativo.
— Muito bem, obrigada por perguntar — respondi, tentando soar simpática.
— Eu pensei que ele nunca, nem em um milhão de anos, te deixaria viajar sozinha, o que houve?
— Eu precisava de um pouco de espaço para pensar, ele entendeu, mas vem no domingo — respondi, me desviando de seu olhar compreensível.
— Ele te sufoca? — perguntou, tentando controlar um sorriso à lá gato de Cheshire¹.
—  Às vezes — confessei com um suspiro dramático. — Mas eu o amo, então...
— É, você o ama — desdenhou Louis, com os olhos semicerrados, eu o fuzilei, ele apenas riu.
— Eu o amo sim, duvida disso? — perguntei irritada, deixando-o mais sorridente ainda.
— Claro, com certeza, sem dúvidas... — cantarolou ele.
— Por quê? — guinchei surpresa, mas sua risada foi contagiante e acabei rindo.
— Porque se você realmente o amasse, não precisaria de espaço pra pensar, não precisaria de espaço e ponto — falou ele.
— Não questione o tamanho do meu amor por aquele homem, é burrice — revidei, ele riu.
— Para, cara — gritou ele, todo animado. — Vai por mim, você não o ama.
— Louis, não vou discutir com você — falei decidida.
— O máximo que você sente por ele é uma paixonite, mas você ainda não sabe que não o ama, então vou te dar um tempo — brincou ele, com um ar sábio.
— Quem é você? Algum tipo de conselheiro amoroso?
— Não, só sou um sobrevivente, sei do que falo — murmurou ele.

Fechei meus olhos fortemente e senti minha cabeça latejar de dor, Louis parou de rir e quando abri meus olhos ele estava me encarando, exalando preocupação.

— Tá tudo bem? — perguntou preocupado.
— Sim, é só dor de cabeça, nada demais.
— Vamos entrar, tem alguns remédios lá na cozinha — falou ele.

Louis se levantou e estendeu a mão para me ajudar, sem soltar minha mão ele me guiou até a cozinha, onde finalmente me soltou para procurar remédio nos armários da cozinha, enchi um copo de água enquanto ele procurava o remédio e beberiquei lentamente minha água.
Quando ele enfim colocou uma comprimido amarelo na minha mão eu o joguei na boca, bebi um gole d'água e levantei a cabeça para o remédio deslizar pela minha garganta, eu sou uma negação quando se trata de engolir comprimidos.
Fechei meus olhos quando senti minha cabeça girar e me apoiei na pia, isso é a consequência por passar o dia inteiro sob o sol quente.

— Tudo bem? — perguntou novamente, segurando meu braço.
— Sim, claro, eu só tenho que me lembrar de não passar um dia inteiro debaixo do sol de 32º — brinquei, mas ele não riu, culpa da preocupação.
— É, vou te lembrar disso — murmurou ele. — Vamos lá, que tal ver um filme com o pessoal?
— Sim, vai ser bom — concordei.

Louis esticou a mão e eu a segurei, deixei o copo dentro da pia e o segui em direção à sala, Sara e Lia estavam sentadas no sofá ao lado de Liam e Niall, Zayn e Becca estavam deitados no outro, Louis colocou algumas almofadas no chão e nos deitamos para assistir ao filme Sobrenatural, Liam passou um balde de pipoca e Louis e eu o dividimos.

|♥|♥|♥|

O sol iluminou a sala lentamente, me fazendo acordar de súbito, o sol acabara de nascer, o que significa que deve ser umas 6 da manhã.
Todos ainda estavam dormindo nos sofás, fora Louis, que estava dormindo ao meu lado sobre almofadas no chão.
Me levantei sem fazer barulho e subi as escadas até o quarto de hospedes, uma luz azul estava acesa no meu celular, indicando alguma notificação, peguei-o e rapidamente desbloqueei a tela, encontrei três ligações perdidas e dois e-mails, todos do Justin.



                                                                            
¹- O gato de Cheshire é mais conhecido como o gato que ri ou gato risonho, personagem do livro e filme Alice no país das maravilhas.



Hello garotas,
Como estão?
Espero que bem.
Bom, espero que estejam gostando, não tive 15 coments mas mesmo assim vou postar pois estou me sentindo boazinha hsuahsuah (E tbm porque saiu o teaser do Harry e tá de matar, é amanhã, Night Changes *---*)
Agora, respondendo os comentários:

Bibi Abdalla: Olá querida, eu tenho 16. kkkk Eu ainda não li, mas pode confiar que ele já está na minha lista de leitura. Bjoooos <3
Natalia Ribas: kkk vcs sempre são do contra, eu coloca a personagem como par romântico de um e vcs gostam é do outro que ñ vai dar futuro kkkkk Sim amor, o Harry é o cunhado da Anna, irmão mais novo do Jus, como mencionei no primeiro cap. kisses <3

E obrigado aos "Continuaa", atendi o pedido de vcs rsrs
Amo vcs divas <33
Comentem pra mim xD


6 comentários:

  1. Continua..to ansiosa
    -Marii

    ResponderExcluir
  2. Eu não gosto de comentar mais essa fic ta perfeita.então vamos posta o cap 4 Rápido
    -xoxo admiradora

    ResponderExcluir
  3. Continua ... Ta muito bom

    ResponderExcluir

Sou como uma escritora, lanço o livro para ser comprado;
Vocês são os compradores e os comentários o pagamento u.u
Faço isso de coração e amo, mas preciso do seu comentário <3

Qual a música? "No one in the world could stop me from not moving on, baby. Even if I want to..."

Por: Milinha Malik. Tecnologia do Blogger.

Cupcakes Visitantes ♫♫

♥Books♥

Translate

Talk to me!!

Twitter

♥Cupcakes♥


widget

Instagram

Instagram

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto

Hello pessoas,
Sei que muitos não lerão isso, não se importaram com isso, não vão querer ao menos ver isso.
Mas não tem problema, isso aqui é pra quem quer ler.
Sou apaixonada por livros, amo escrever e, acima de tudo, amo One Direction, pois foi graças a eles que eu descobri o meu amor pela escrita.
Não espero que gostem das minhas histórias, mas aos que gostam: Obrigada.
Quem quiser entrar em contato é só seguir no Twitter: @miamelo1d

Agenda!