segunda-feira, 25 de maio de 2015

"Bastou um olhar e agora nós não somos mais os mesmos
Sim, você disse 'ei' e desde aquele dia
Você roubou meu coração e você é o único culpado..."
— Smile (Avril Lavigne)



Eu pude ouvir o barulho dos pássaros lá fora e a movimentação no corredor, mas estava com preguiça demais para levantar ou simplesmente abrir os olhos, então espreguicei-me e toquei algo quente e grande, o susto foi tão grande que imediatamente abri os olhos e vi um Niall sonolento ao meu lado, ele resmungou alguma coisa e voltou a cochilar.
Me sentei de pernas cruzadas na cama e encarei-o confusa, busquei no fundo da minha caixa de lembranças para tentar saber em que momento ele veio aparecer na minha cama.
Respirei fundo e, em um surto de sanidade, me joguei em cima dele, por ele estar de costas eu o abracei e repousei minha cabeça na altura de seus ombros, ele suspirou e pude sentir, mais do que ver, ele sorrindo.

— O que faz aqui? — murmurei baixinho.
— Fiquei com saudades, vim te ver e acabei cochilando ao seu lado — respondeu ele no mesmo tom.
— Você me deu um susto — sussurrei e beijei seu ombro coberto pela regata.
— Desculpa... — ele murmurou sonolento e tive a impressão de vê-lo cochilar novamente, tudo ficou tão quieto e eu estava deitada em cima das costas dele, abraçando-o apertado, sentindo seu corpo quente sob o meu, sua respiração ficou leve e meus pensamentos se embaralharam, pois a proximidade estava me deixando tensa.
— Ai, Deus... — resmunguei e me levantei, rapidamente saindo de perto dele.
— O que foi? Tava tão bom — ele murmurou e levantou a cabeça, me procurando.
— Eu vou... Hum.. Vou tomar um banho — gaguejei olhando em volta do quarto, procurando alguma escapatória, Niall apoiou-se no cotovelo para poder me olhar direito.
— Volta pra cama, ainda está cedo — convidou-me ele, foi tentador, briguei internamente comigo mesma até tomar a decisão sensata.
— Não, é melhor eu ir me arrumar, você sabe como eu demoro — falei já pegando minha mochila e procurando a entrada para o banheiro.
— Okay, então... — ele concordou me seguindo com os olhos.



— Até mais... — murmurei e tranquei-me no banheiro, assim que me vi sozinha eu respirei fundo e cobri meu rosto com as mãos, senti vergonha de mim mesma por quase ter deixado minhas emoções me dominarem.

Tomei o banho mais demorado da minha vida, vesti-me lentamente e maquiei-me mais lentamente ainda, quando saí do banheiro Niall ainda estava deitado na cama, mas estava acordado e mexendo no celular.

— Liam ligou, pediu para levá-la ao restaurante do hotel, todos já estão nos esperando — Niall disse de repente, assustando-me.
— Ah, claro. Você já... Já tomou banho?! — Perguntei surpresa, ele sorriu e assentiu.
— Você demorou séculos ali dentro — ele sorriu melancólico e levantou da cama. — Em compensação está linda, e eu adorei a sua camiseta — ele guardou o celular no bolso e pendurou os óculos escuros na gola da camisa.
— Obrigada, você também está lindo, adorei seu suéter — falei docemente aproximando-me dele e segurando os dois lados de seu casaco, ele sorriu e beijou minha testa.
— Vamos lá, Almighty, precisamos encontrar o pessoal.

Niall segurou minha mão e puxou-me para fora do quarto, segurei firme a alça da minha bolsa com a outra mão e segui tropeçando atrás dele até o elevador.
Ao chegar no saguão-restaurante, Niall e eu paramos na entrada e olhamos em volta, a procura do pessoal. Niall os avistou e logo nos sentamos à mesa junto de Harry, Liam, Louis, Zayn, Maura, Bob, Lenna, Gemma, Greg, Denise, Theo e até mesmo Peter, que sorriu largamente ao me dar bom dia.

— Dormiu bem, maninha? — perguntou Liam.
— Sim, muito bem, obrigada — respondi e sorri para ele.
— E por que o Irlandês não estava em seu respectivo quarto hoje de manhã? — perguntou Louis em um tom malicioso, minhas bochechas coraram quando todos viraram as cabeças em nossa direção.
— Eu... Hum... Acordei cedo e fui dar uma corrida — gaguejou Niall.
— Ah é? E pode me explicar como conseguiu passar pela multidão de directioners na entrada do hotel? Porque algumas madrugaram ali e a maioria retornou às 6 da manhã — falou Harry, erguendo as sobrancelhas e dando um gole em seu suco de laranja.
— Eu... Bom... Ãh... — titubeou Niall, sem conseguir uma desculpa melhor.
— Ele foi me ver pela manhã — murmurei servindo-me de um pãozinho e desviando meu olhar de todos os 11 pares que nos encaravam, Theo era o único mais preocupado em comer do que me constranger.
— Por quê? — guinchou Liam surpreso.
— Porque eu estava com saudade, não nos falamos direito depois do show e eu acordei cedo, então decidi ir vê-la — explicou Niall, eu vi um sorrisinho brotar nos lábios de Maura.
— Não gosto desse lance de você ir parar no quarto da minha irmã no meio da madrugada — resmungou Liam, eu revirei os olhos e Louis e Zayn riram.
— Eu gostaria de poder dizer que isso não irá mais se repetir, mas eu não posso garantir nada — murmurou Niall, Liam bufou indignado e voltou a se concentrar no seu café da manhã, logo todos fizeram o mesmo e Niall olhou-me de rabo de olho, seu sorriso era discreto, mas visível.

Depois de cinco minutos em um silêncio agonizante, os rapazes começaram a conversar entre si, a fim de aliviar o clima tenso que nos rodeava, logo todos já estavam rindo e conversando normalmente, e o Theo se divertia em fazer bolinhas com o o miolo do pão que era para ele estar comendo.

— Sabe — Zayn falou de repente —, aproveitando que estamos todos junto, eu acho que poderíamos resolver logo o assunto 'B'.
— E o que seria o assunto 'B'? — perguntou Lenna.
— Um baile beneficente para o qual fomos convidados  — explicou Liam, Lenna assentiu e mordeu sua pera. — É de uma ONG criada para ajudar crianças carentes no mundo e nós realmente nos interessamos em participar.
— Traduzindo: Um baile ao qual teremos que levar a carteira e os cartões de crédito — brincou Louis.
— Aonde será? — perguntei rindo.
— Japão, nossa próxima parada na semana que vem — disse Harry.
— O baile será no fim de semana e queremos levar acompanhantes — disse Niall, erguendo uma sobrancelha para mim, como uma indireta. — Será no próximo Sábado.
— Sophia já me dispensou, disse que tem sessão de fotos no Sábado e no Domingo, então não tenho acompanhante — adiantou-se Liam.
— Isso significa que terei que ir com você? — perguntei indiferente, Liam riu. 
— Não, posso convidar outra pessoa, se você quiser.
— Ótimo, faça isso — adiantou-se Niall. — Que acha de ir comigo, querida? — perguntou a mim, arregalei meus olhos para ele e balancei a cabeça sutilmente, aceitando seu pedido, olhei para Peter, que estava ao meu lado, e ele sorriu, contente por alguma coisa.
— Gem, pode me acompanhar? — Harry perguntou a irmã, ela balançou a cabeça distraidamente.
— Louis e Zayn vão com suas respectivas namoradas? — Maura perguntou, ambos assentiram e Louis sorriu, mas Zayn franziu a testa, ele nunca está contente em ser acompanhado por Perrie, nem eu ficaria se fosse obrigada e fazer tal coisa.
— Só resta a mim encontrar uma parceira. Lenna, que acha de ir comigo? — Liam perguntou, Len ficou vermelha rapidamente e de repente sua xícara de chá pareceu muito mais interessante que a conversa.
— Sim, claro, vai ser ótimo — ela disse sem olhar para Liam, apenas para a xícara.
— Então está tudo resolvido, na próxima sexta vocês viajam para o Japão, nós combinaremos tudo ao longo da semana — disse Harry.
— Eu trabalho na sexta — murmurei timidamente, todos me encararam surpresos, menos Peter, que esboçou um sorrisinho orgulhoso. — Até às 5 da tarde.
— Aonde você trabalha? — guinchou Liam.
— No Starbucks da Birdcage Walk, começo amanhã pra falar a verdade, das 9 às 5 — expliquei rapidamente.
— Vai servir cafezinho, moça? — brincou Niall, cutucando minha barriga.
— Ela será a assistente do gerente — Peter respondeu por mim.
— Nossa, minha irmã está crescendo, isso é tão incrível — balbuciou Liam, com um sorriso gigantesco nos lábios.
— Ótimo, vamos mudar de assunto? — perguntei impaciente, olhei no visor do meu celular e bufei. — Já passa das 8 da manhã, vamos conhecer a cidade logo? Ou não conseguiremos já que vamos embora 1 hora.
— Ela tem razão, vamos sair logo desse hotel e ir conhecer Sydney — disse Harry, já levantando-se da cadeira.

Na porta dos fundos do hotel já havia uma grande Van branca a nossa espera, um dos seguranças abriu a porta de correr da Van, revelando um interior todo acolchoado e, razoavelmente, espaçoso. Nos acomodamos todos lá dentro, por sorte Maura e Bob decidiram não vir conosco, ou não caberíamos todos dentro da Van.
Pedi para Denise deixar-me levar Theo no colo, o que ela aceitou imediatamente, sentei com Theo em meu colo e Niall, que estava sentado ao meu lado, pegou a mãozinha do sobrinho e a beijou.

— Isso aí, Theo, vamos passear — falou Niall em um tom animado, Theo riu.
— Tio, Tio, Tio — empolgou-se Theo, apontando pela janela as diversas pessoas na frente do hotel, Niall sorriu.
— Sim, Theo, são as nossas garotas, vê? Elas são as nossas garotas, acene para elas — disse Niall e Theo balançou a mãozinha, acenando para as fãs, mesmo a janela sendo escura demais para que elas pudessem ver.
— Oi, Olá, Oi — falou Theo, com a vozinha mais fofa do mundo, todos pararam de conversar para ouvi-lo, e eu quase vomitei arco-íris de tão adorável.

Quando olhei em volta, vi que Greg estava filmando-nos, a Theo, Niall e eu. Tentei me esconder atrás do Theo, mas ele ainda não era grande o suficiente, a única alternativa era aparecer no vídeo.
Mais tarde, quando estávamos saindo da Van, entreguei o Theo à Denise e peguei meu celular. Niall passou o braço pelos meus ombros e foi me guiando atrás do pessoal, paramos algumas vezes para que eles tirassem fotos e enquanto isso eu procurei pelo Twitter e Instagram do Greg, encontrei o vídeo no Instagram com a legenda: "Não é que daria uma bela família?! Se o Theo não fosse o meu filho, é claro!", eu fiquei boquiaberta, e quando Niall retornou para o meu lado, ele tocou levemente meu queixo e fechou minha boca.

— O que há, Almighty? — perguntou divertido. Mostrei a legenda a ele, que simplesmente riu. — Não é que ele tem razão?
— Niall! — repreendi-o. — O que suas fãs vão achar disso?
— Que nós daríamos uma bela família, ué.

Ignorei-o e apressei o passo para alcançar os outros, só parei ao chegar ao lado de Peter, entrelacei meu braço no dele e seguimos juntos ao lado de Harry e Lenna até a entrada do Aquário de Sydney, um dos pontos turísticos mais famosos. A nossa sorte é que a maioria das pessoas eram crianças barulhentas e seus pais, mas de vez em quando apareciam fãs pedindo foto aos rapazes e nós tínhamos que interromper o nosso passeio para que eles lhe dessem atenção, isso nos atrasou um pouco.
Quando paramos para tomar alguma coisa foi que percebemos que passava de meio dia, então foi uma correria e tanto para voltarmos ao hotel, recolhermos nossas coisas e seguirmos para o aeroporto. Chegamos no aeroporto exatamente às 13:27. 27 minutos atrasados.
Como na vinda à Austrália, Maura, Bob, Lenna, Gemma, Denise, Theo, Greg, Peter e eu viajaríamos de primeira classe, o que nos deu certa vantagem.
Às 13:45 já estávamos todos em frente ao portão de embarque, inclusive os rapazes estavam conosco para se despedirem. Harry foi o primeiro a tomar a iniciativa e abraçou a irmã, Gemma fez uma careta ao ser esmagada pelos braços grandes de Harry e logo todos estavam se abraçando e se despedindo, Liam veio ao meu encontro e me abraçou forte.

— Vou sentir sua falta, Ava — ele cochichou em meu ouvido.
— Só uma semana, maninho, vai passar voando, não se preocupe — murmurei e dei-lhe um beijo na bochecha, ele sorriu e se afastou para se despedir dos outros e deixar eu me despedir também.

Zayn e Louis foram os próximos, ambos me abraçaram de forma que minha cabeça ficou entre as deles e eu passei meus braços ao redor do pescoço dos dois e dei um beijo em cada bochecha que estava ao meu alcance.

— Até semana que vem, rapazes — falei ao me afastar deles.
— Vista algo bonito... — disse Zayn.
— E muito chique — complementou Louis, me fazendo rir.
— Pode deixar, tenho certeza que o Liam cuidará disso — concordei.

Harry nem esperou que eu terminasse de falar com os dois, puxou-me logo para um abraço sufocante e me encheu de ordens.

— Não se atrase no sábado, queremos você aqui e sem seu acompanhante atual, por favor, você será toda nossa no próximo fim de semana. Quero você inteira aqui, entendeu? — falou autoritário.
— Pode deixar, senhor Styles, estarei aqui e sozinha  — concordei rindo.
— Até mais, amor, sentiremos sua falta — ele disse por fim mais amável.
— E eu a de vocês, acredite! — murmurei e o beijei na bochecha, ele sorriu e me beijou a testa antes de me soltar.

Olhei em voltei e procurei alguém que eu ainda não tivesse me despedido, todos que iam viajar já estavam colocando as mochilas nas costas e se preparando para entrar na sala de embarque, e todos que iam ficar estavam parados lado a lado, acenando para os outros, menos um, esse me olhava atentamente, como se esperasse por algo. Ele estava esperando a sua vez de se despedir de mim. Fiquei estática, esperando por Niall, ele se aproximou lentamente com seus olhos azuis fixos em mim.

— Sabe, eu acho que você deveria ficar — ele disse a medida que ia se aproximando mais.
— Eu começo a trabalhar amanhã — respondi. Falta dez passos.
— Você não precisa trabalhar — sete passos.
— Preciso sim, é a minha vida agora — cinco passos.
— Não precisa, não — dois passos.
— Por que não? — e...

Niall não me respondeu, faltando um passo para colar em mim, ele parou e olhou para mim, tive que levantar a cabeça para poder nivelar nossos olhares. E eu senti que qualquer movimento brusco poderia quebrar aquela sintonia mágica que emanava de nossos olhos, então eu fiquei estática, apenas navegando, afundando no lindo azul de seus olhos.
Sutilmente Niall tocou minha cintura, seus dedos afundaram em minha pele por baixo da camiseta branca da banda 5 Seconds Of Summer — os integrantes são amigos dos rapazes — e eu senti um arrepio delicioso passar pelo meu corpo, Niall também sentiu e sorriu para mim, um sorriso orgulhoso e satisfeito.
E ele fez o movimento brusco, ele enlaçou minha cintura de forma tão rápida e bruta que meu corpo colou ao dele tão rápido quanto o arrepio que perpassou o meu corpo, eu estava em seus braços, eu estava entregue ao seu encanto e eu estava pronta para ele. Mas a voz no auto-falante nos fez acordar, "Ultima chamada para o voo 7589 com destino à Londres.", Niall então sorriu, um sorriso triste, e me abraçou. Eu passei meus braços ao redor do pescoço dele e escondi meu rosto em seu pescoço, logo senti meus pés flutuarem e Niall estava me levantando e girando no meio do aeroporto, uma gargalhada saltou da minha boca e ele também riu, de modo que seu peito reverberou junto com o meu e isso tornou mais dolorosa a nossa separação.



Quando os cinco minutos se esgotaram parecia que havia passado-se 15 segundos, Niall colocou-me no chão e eu tive que partir.
Olhei para trás algumas vezes para acenar para os rapazes, que aparentavam estar surpresos, Zayn chegou a dar tapinhas no ombro de Niall, mas sua feição era como se estivesse desejando-lhe condolências.

— Bem, foi por pouco — falou Lenna, fazendo-me acordar do meu devaneio.
— Ah, o quê? — fiz me de desentendida e corremos para alcançar Peter e Gemma.
— O beijo, foi por bem pouco, não é? — insistiu Lenna, eu revirei meus olhos.






Um comentário:

  1. Aaaaaaaaaaaaaaaaaa ta de maisssssssssssssssss meu serio ta de maisssssssssssss continua pleaseeeeeeee bjsssssss

    ResponderExcluir

Sou como uma escritora, lanço o livro para ser comprado;
Vocês são os compradores e os comentários o pagamento u.u
Faço isso de coração e amo, mas preciso do seu comentário <3

Qual a música? "No one in the world could stop me from not moving on, baby. Even if I want to..."

Por: Milinha Malik. Tecnologia do Blogger.

Cupcakes Visitantes ♫♫

♥Books♥

Translate

Talk to me!!

Twitter

♥Cupcakes♥


widget

Instagram

Instagram

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto

Hello pessoas,
Sei que muitos não lerão isso, não se importaram com isso, não vão querer ao menos ver isso.
Mas não tem problema, isso aqui é pra quem quer ler.
Sou apaixonada por livros, amo escrever e, acima de tudo, amo One Direction, pois foi graças a eles que eu descobri o meu amor pela escrita.
Não espero que gostem das minhas histórias, mas aos que gostam: Obrigada.
Quem quiser entrar em contato é só seguir no Twitter: @miamelo1d

Agenda!