domingo, 5 de abril de 2015

"Eu nunca quis que tudo terminasse deste jeito
Mas você pode pegar o céu mais azul e transformar em cinza
Eu jurei para você que eu faria o meu melhor para mudar
Mas você disse que não se importava
Eu estou te olhando com outro ponto de vista..."

— Point Of View (McFly)









A luz forte me fez abrir os olhos, eu realmente queria ficar onde estava, lá era quente e aconchegante, mas eu podia sentir a mamãe chorar e gritar, ela está sentindo dor, ela está sentindo dor por minha causa.
Senti algo me puxar com força, então eu parei de resistir e deixei que a coisa me puxasse, se isso vai fazer a mamãe se sentir melhor, então eu vou fazer isso.
A claridade se tornou mais intensa e mamãe não parava de chorar, por favor, mamãe, não chore.
Um corte agudo na barriga me assustou, e mamãe não parou de chorar, já não aguentando mais eu gritei, queria pedir para ela não chorar, para ela ficar bem, mas não saiu nada, então apenas chorei junto com ela, chorei e gritei, desesperada para vê-la logo.
Umas mãos frias me embalaram com algo quente e fofinho, tentei manter a calma, mas não foi possível, mamãe já parou de gritar, mas ainda posso senti-la chorar, por favor, mamãe.
As mesmas mãos que me acolheram me levaram até a mamãe, ela sorriu, as lágrimas escorriam pelo seu rosto, mas o seu sorriso aqueceu meu coração, então eu parei de chorar e tentei tocar seu rosto, mas meus bracinhos estavam descoordenados e eu não consegui tocá-la, tentei dizê-la que a amo, mas ainda não sei como, ela me beijou no rosto, isso me tranquilizou.

— Megan, olá Meggie, minha menininha — sussurrou mamãe, mas seu sorriso desapareceu, todos começaram a correr e me tiraram de perto da minha mãe, não, eu quero ficar com ela!

Uma moça muito séria me deitou em algum lugar, eu não sei aonde, mas ela começou a me limpar, que bom, estou toda grudenta e com frio, com muito frio, eu preciso da minha mãe.
Eu não sei o que acontece, mas mãos não param de tocar em mim, o problema é que nenhuma delas é da minha mãe e eu só quero ela!
Me colocaram dentro de uma caixa transparente, aqui é bem quentinho, me sinto mais confortável aqui, eu posso me mover tranquilamente e de vez em quando alguém me toca, mas não abrem a caixa, eu não sei porque, mas eu gosto daqui, quase tanto quanto gosto de estar perto da minha mãe, ela vai demorar? Será se vai demorar muito para vir ficar comigo? Acho que ela gostaria dessa caixa também, aqui é legal.
Muito tempo se passa, eu durmo, acordo e a mamãe não chega, isso começa a me preocupar, mas logo isso passa, pois um moço chega perto de mim e enfia a mão no buraco da caixa para me tocar, ele está chorando, eu não sei explicar porque, mas isso me entristece, eu não o conheço, mas eu o amo demais.
Ele sorri, um sorriso triste que é molhado pelas suas muitas lágrimas, mas seu sorriso me conforta, assim como o sorriso da mamãe.

— Oi, princesinha. Olá, querida — sua voz é grossa e melodiosa, então eu o reconheço, ele é o meu papai, eu ouvia sua voz quando eu estava naquele lugar de onde me tiraram, sua voz me acalma e eu paro de me mexer para poder escutá-lo melhor.
— Ah, meu amor, eu vou cuidar de você, não se preocupe, o papai está aqui — eu quero sorrir, quero tocá-lo e quero perguntar a ele aonde mamãe está, mas eu não consigo, eu quero aprender a falar com ele logo, aprender a me movimentar melhor.

A moça séria se aproxima de papai, ele tira a mão de mim e olha para ela enquanto seca as lágrimas, eu quero pedir a ele para não chorar, isso me incomoda tanto quanto ver a mamãe chorando, eu não gosto de vê-los tristes, eu os amo!

— Senhor, desculpe, mas devo pedir que se retire, pode vê-la mais tarde, quando o doutor realizar todos os procedimentos e ela ser encaminhada para uma encubadora especializada — ela fala para meu papai, ele balança a cabeça e seus olhos se enchem de lágrimas novamente, não, papai, não! Não vá!
— Sim, claro. Ela vai ficar bem? — ele pergunta e olha para mim, quero tocá-lo, quero ficar com ele, por favor, não o levem.
— Sim, senhor, ela só precisa ganhar mais peso, ela ainda está muito pequenina, ela nasceu prematura e precisa se estabilizar — explica ela, papai balança a cabeça sem desviar o olhar de mim.
— Tudo bem, qualquer coisa me avise, por favor.

E ela leva o papai embora. Por favor, não o leve...
Começo a mexer novamente, desesperada por sua atenção, desesperada para que ele volte, sem que eu consiga me controlar um som lamurioso sai da minha boca e eu começo a chorar, mas meu choro é baixo e isso não o trás de volta, então eu paro logo.
Eu quero ver a mamãe, eu quero ficar com o papai, eles dois me trazem tranquilidade e me deixam feliz, eu quero ficar com eles, não sozinha nessa caixa com essa moça séria, eu quero o conforto e o amor que sinto quando estou com eles.
Quando a moça séria retorna eu já estou mais calma, paro de me mexer para poder olhá-la, quero saber o que ela vai fazer comigo agora, ela tem uma coisa na mão, é branco e faz minha barriga roncar, eu nunca senti isso antes, mas algo me diz que é fome, eu sinto fome e seja lá o que for que tem na mão da moça séria vai fazer isso passar.
Eu tento beber todo o líquido branco, tem um gosto bom e acaba com a minha fome, quando eu termino ela me deixa dormir, ela é doce e me faz sentir bem, ela não é tão séria quando está sozinha comigo, ela é legal, mas eu ainda prefiro o papai e a mamãe.
Eu ainda quero o papai e a mamãe, mesmo sabendo que não posso vê-los, mas por que eu não posso? Eu acho que deveria vê-los, afinal, fiquei bastante tempo esperando por isso. Agora que finalmente estou aqui eu não posso vê-los, eu não sei o que é justiça, mas cadê ela quando a gente precisa?





Olá meninas,
Então, esse foi o ponto de vista da Megan, filha da Mav e do Harry.
O próximo cap. Será com o ponto de vista do Harry e as coisas cão se esclarecer :3
Por favor, ñ me matem kkkk
Amo vcs divas <3
Comentem, por favoooor!!!


4 comentários:

  1. Ta uma confusão mas ta lgl so n mata a Mavis pleasee

    ResponderExcluir
  2. Que fofo *_* Espero q no próximo capitulo vc n mate a Mavis

    ResponderExcluir
  3. está otimo cmo sempre!! dcpa o desaparecimento daqui bem corrido pra mim comentar ... bjoos contiiinuaa

    ResponderExcluir

Sou como uma escritora, lanço o livro para ser comprado;
Vocês são os compradores e os comentários o pagamento u.u
Faço isso de coração e amo, mas preciso do seu comentário <3

Qual a música? "No one in the world could stop me from not moving on, baby. Even if I want to..."

Por: Milinha Malik. Tecnologia do Blogger.

Cupcakes Visitantes ♫♫

♥Books♥

Translate

Talk to me!!

Twitter

♥Cupcakes♥


widget

Instagram

Instagram

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto

Hello pessoas,
Sei que muitos não lerão isso, não se importaram com isso, não vão querer ao menos ver isso.
Mas não tem problema, isso aqui é pra quem quer ler.
Sou apaixonada por livros, amo escrever e, acima de tudo, amo One Direction, pois foi graças a eles que eu descobri o meu amor pela escrita.
Não espero que gostem das minhas histórias, mas aos que gostam: Obrigada.
Quem quiser entrar em contato é só seguir no Twitter: @miamelo1d

Agenda!