domingo, 5 de março de 2017

"Minha cabeça está dizendo
Vá direto ao assunto
E assim, não importa o que for preciso
Eu tenho que fazer essa menina a minha namorada..."
– Girlfriend (Abraham Mateo)




O fuso-horário de Los Angeles é 8 horas a menos que Londres, enquanto aqui são 3 da tarde, lá em Londres já é 11 da noite, terei que me acostumar com isso, ou simplesmente sofrer por alguns dias até conseguir dormir no horário certo. 
Ao menos consegui dormir algumas boas horas durante o voo, assim irei aguentar até à noite.
Quando as portas da aeronave foram abertas, Liam colocou uma mochila nas costas e se ofereceu para levar a minha bagagem de mão, mas recusei.
Logo ao descer as escadas do avião nós vimos um grande Range Rover branco com vidros bem escuros sendo lotado com as minhas malas e as de Liam, que era só uma grande. De dentro dele saltou Harry, todo sorridente e de cabelo curtíssimo, o que houve com a juba? Meu Deus, ele está tãããão gato!!!!

– Harry!!! – guinchei largando a minha bolsa no chão e correndo escada abaixo para então pular nos braços abertos de Harry, ele me apertou com força e riu.
– Gatinha, que saudade. Você está tão linda! – ele diz sorridente.
– E olha só pra você! O seu cabelo! Está mais forte. Harry, você está gostoso demais! – falei excitada, ele coroou e sorriu.
– Valeu, querida, você também está muito gostosa.
– Pois é, eu que o diga – disse Liam, chegando ao nosso lado de repente e, percebo, trazendo a bolsa que eu larguei para trás.
– Liam!!! Quanto tempo, irmão – gritou Harry, me soltando para abraçar o Liam, felizmente ignorando o ultimo comentário dele. – Perdoe-me por não ter ido à sua festa de noivado. Eu queria muito ter ido, mas não queria mesmo ter que estar lá – brincou Harry e nós rimos.
– Tudo bem, tudo bem. Vou fingir não ter ouvido isso, mas só se você nos levar pra comer algo fenomenal, estou morrendo de fome, não como há umas 10 horas.
– Concordo com o Liam – murmurei entrando no banco traseiro do Range Rover.
 – Falou e disse, meus caros amigos – concordou Harry todo sorridente, ele parece muito feliz em nos ter por perto.

Nós fizemos uma viajem de cerca de meia hora sob muita conversa, cantoria junto com o rádio, e risadas. Os rapazes pareciam muito relaxados e felizes e eu não poderia estar mais feliz em estar com eles, são caras incríveis com quem me identifico e admiro muito.
Harry estacionou na frente de um restaurante que parecia badalado, nunca fui de acompanhar muito a gastronomia de Los Angeles, mas até eu sabia que aquele era um restaurante das estrelas, um fato que me ajudou a descobrir isso foi alguns fotógrafos acomodados com suas câmeras em um banquinho em frente ao restaurante, eles tomavam refrigerantes e bebidas alcoólicas, mas pareciam dispostos a levantar suas câmeras a qualquer momento.
Harry nos informou que estávamos em Santa Mônica, em um dos seus restaurantes preferidos de culinária francesa na Califórnia. Mélisse era o nome simples e refinado que nomeava a fachada do restaurante duas estrelas Michelin. Harry nos informou que o dono e chefe do restaurante se chamava Josiah Citrin e era um conhecido dele.
Não passa de cinco da tarde, o que significa que perdemos o horário de almoço, mas chegamos a tempo de pegar o horário do jantar, um pouco cedo, mas ainda aceitável.
Harry pede a Liam que entre e peça ao Maître que nos arranje uma mesa do jeito que Harry sempre pede enquanto nós dois estacionamos, na hora entendo que ele não precisa de ajuda para estacionar, mas sim precisa de um segundo para conversar comigo em particular, Liam também parece entender, pois desce do carro sem relutância.

– Então, meu bem, precisa conversar comigo? – pergunto docemente quando ele termina de estacionar e desliga o carro, ele sorri e assente.
– Na verdade, sim – ele diz, tira o cinto de segurança e se vira para mim. – Preciso que finja ser minha namorada, baby. Só enquanto estiver aqui comigo. Preciso de uma acompanhante aos eventos que vou e não quero que os meus assessores arrumem qualquer uma para me acompanhar, quero alguém com quem sei que vou me divertir e até mesmo flertar durante a noite. Você é a garota certa pra isso – ele pisca e eu rio. – Prometo não passar dos limites, é só pra manter as aparências mesmo, não farei nada que você não queira.
– Claro, posso fazer isso, querido – concordo rindo –, ficarei conhecida por passar o rodo em todos os membros da 1D, mas tudo bem, minha imagem sobrevive a isso – brinco e ele ri.
– Obrigado, obrigado, gata, você é demais – ele diz pegando o meu rosto entre as mãos e beijando-me na testa, no nariz, no queixo, na bochecha e até nas orelhas, me fazendo gargalhar.
– Ok, ok, pode parar agora. Vamos fazer isso logo!

Harry sai do carro e corre até o outro lado para abrir a porta pra mim. Os fotógrafos – que já estavam a postos por causa de Liam – miraram suas câmeras para nós e começaram a disparar flashes quando desci do carro e Harry me abraçou. Enquanto caminhávamos até a entrada do restaurante Harry parou, disposto a dar um showzinho ele me puxou para o seus braços e mergulhou o rosto no meu, nos virando em uma posição que os fotógrafos pensassem que estávamos nos beijando, quando na verdade Harry estava lambendo a minha bochecha.
Me contive para não rir e apenas olhei para o chão, ficando vermelha a medida que a gargalhada presa em minha garganta lutava para sair.
Cumprimentamos os fotógrafos e entramos no MélisseO lugar é tão bonito por fora quanto por dentro, há detalhes de roxo nas paredes brancas, há um lustre caro que ilumina o local junto com fachos de luz românticos e sutis, lembra bastante com o cenário romântico da França, é adorável, se a comida for tão boa como a decoração este será o meu restaurante favorito na Califórnia também.
Um Maître muito simpático – que parece conhecer Harry e vice-versa – nos leva a uma mesa um pouco afastada das demais onde Liam nos espera, os olhos de Liam seguem direto para a minha mão entrelaçada a de Harry e o seu sorriso some, dando lugar a uma carranca curiosa.
Para começar, Harry faz o pedido de um vinho que ele gosta – Pinot Noir “La Encantada Vineyard”, safra de 2012 – e nós fazemos pedidos de frutos do mar e caviar durante as duas horas que ficamos ali, nada muito pesado, apenas coisas leves para acompanhar o vinho enquanto colocamos a conversa em dia. Não foi um jantar, foi apenas uma parada para forrar o estômago antes de irmos para casa e fazer pedido de comida chinesa, que é mais a nossa cara.


Liam só se atreveu a perguntar o que estava rolando, por que Harry não me largava, quando entramos no carro dispostos a ir para a casa do Harry.

– Então, vocês dois, o que rola? – ele perguntou, girando no banco do passageiro para me lançar um olhar ligeiramente preocupado, me fazendo rir.
– Ela é a minha namorada agora – disse Harry, rindo também.
– Como é que é? – perguntou Liam cético.
– É brincadeira, sou a nova dama de companhia do Harry, mas parece que ele quer mesmo que eu me passe por namorada dele, então é capaz de você ver muitos beijos nossos estampados em sites por aí – alertei logo, ele virou-se novamente e assentiu, entendendo onde eu queria chegar. – Pode relaxar que na fotos ele estará, provavelmente, lambendo a minha bochecha de forma muito nojenta – resmunguei e Harry riu como um criança que fora pega fazendo traquinagem.

Harry nos levou até a sua mansão em um condomínio fechado em Beverly Hills. A casa é simplesmente gigantesca e tenho certeza que estarei perdida nela a maior parte do tempo em que estiver em LA. Harry me mostrou o quarto que será meu durante o tempo em que estiver aqui – que, a propósito, é ao lado do quarto de Liam – e me deixou sozinha para que eu tomasse um banho e colocasse um pijama enquanto ele e Liam ligavam para algum restaurante chinês.



0 comentários:

Qual a música? "No one in the world could stop me from not moving on, baby. Even if I want to..."

Por: Milinha Malik. Tecnologia do Blogger.

Cupcakes Visitantes ♫♫

♥Books♥

Translate

Talk to me!!

Twitter

♥Cupcakes♥


widget

Instagram

Instagram

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto

Hello pessoas,
Sei que muitos não lerão isso, não se importaram com isso, não vão querer ao menos ver isso.
Mas não tem problema, isso aqui é pra quem quer ler.
Sou apaixonada por livros, amo escrever e, acima de tudo, amo One Direction, pois foi graças a eles que eu descobri o meu amor pela escrita.
Não espero que gostem das minhas histórias, mas aos que gostam: Obrigada.
Quem quiser entrar em contato é só seguir no Twitter: @miamelo1d

Agenda!